Naviraí / MS - quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Dermatite Seborreica

Dermatite Seborréica

 

Também conhecida pelos nomes de seborréia, caspa ou eczema, é uma inflamação crônica da pele que surge em indivíduos geneticamente predispostos. Sua causa é desconhecida, mas o excesso de oleosidade e o fungo Pityrosporum ovale, presente na pele afetada, estão envolvidos no processo. A maior atividade das glândulas sebáceas ocorre sob a ação dos hormônios androgênicos, por isso, o início dos sintomas ocorre geralmente após a puberdade. Nos recém- nascidos também podem ocorrer manifestações da doença, devido ao androgênio materno ainda presente.

As erupções cutâneas características da doença são lesões avermelhadas que descamam e coçam e ocorrem predominantemente nas áreas de maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas, como o couro cabeludo, face, sobrancelhas, barba, contorno nasal, atrás e dentro das orelhas, no peito, nas costas e nas dobras de pele (axilas, virilhas e debaixo dos seios). A dermatite seborréica não é contagiosa.

Nos bebês, é conhecida como crosta láctea, uma placa gordurosa que adere ao couro cabeludo, mas que pode também aparecer na região das fraldas. Existe uma tendência de piora do quadro no inverno e em situações de fadiga ou estresse. A doença tem caráter crônico, com períodos de melhora e de piora.

 

Quando atinge as pálpebras, denomina-se blefarite seborréica .

 

Casos graves de dermatite seborréica podem evoluir para a generalização das lesões, atingindo extensas áreas da pele.

Não existe cura da doença, mas seus sintomas podem ser controlados com sabonetes, xampus, loções capilares ou cremes com anti-fúngicos ou corticoesteróides de uso tópico, que devem ser prescritos pelo médico. Em casos muito intensos, medicações via oral podem ser utilizadas.

Medidas gerais de cuidado com a pele que podem reduzir o aparecimento dos sintomas da doença:

Deve-se evitar a ingestão de alimentos gordurosos, bebidas alcoólicas

• Não tome banhos muito quentes. Enxagüe bem a pele após o banho, pois a umidade pode desencadear o aparecimento das lesões.

• Evite o uso de tecidos sintéticos

• Reduzir o estresse físico e mental, com a prática de atividades físicas regulares pode ajudar

• Passe um algodão embebido em óleo mineral na cabeça do bebê e lave os cabelos do bebê com xampu neutro logo em seguida.

antes de remover a crosta láctea.

• Troque as fraldas do bebê com intervalo máximo de 3 horas e mantenha-o sempre seco.